Ocupante atual

Noélio Duarte

3º ocupante da Cadeira 13

 

NOÉLIO NASCIMENTO DUARTE, natural de Salvador, Bahia, 07.09.1952, escreveu, entre outros, VOCÊ PODE FALAR MELHOR, sem dados biográficos completos nos livros e sem qualquer outra informação ao alcance da pesquisa, via textos editados. Filho de pais não revelados em sua biografia. Após os estudos primários em sua terra natal, deslocou-se para outros centros, onde também estudou.
Na Academia Evangélica de Letras do Brasil é o 3º Ocupante da Cadeira 13 que tem como Patrono e 1º Ocupante Antonio Neves de Mesquita. Esta Cadeira 13 tem como 2º Ocupante João Marinônio Aveiro Carneiro.
O Professor Noélio Nascimento Duarte, é Chefe de Gabinete no Hospital Estadual de Anchieta(ortopedia), vinculado ao Governo do Estado do Rio de Janeiro.
Apesar de sua importância, não é estudado na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA, de Afrânio Coutinho e J. Galante, edição do MEC, 1990, com revisão de Graça Coutinho e Rita Moutinho, em 2001 e não é citado no DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO BRASILEIRO(2001, 5 volumes, 6.211 páginas), da Fundação Getúlio Vargas e nem é convenientemente referido, em nenhuma das enciclopédias nacionais, Delta, Barsa, Larousse, Mirador, Abril, Koogan/Houaiss, Larousse Cultural, etc.
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br

2º ocupante da Cadeira 13

João Aveiro Carneiro

 

JOÃO MARINÔNIO AVEIRO CARNEIRO, natural de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, escreveu, entre outros, FILOSOFIA E EDUCAÇÃO NA OBRA DE RONDON (Rio, BIBLIEX, 1988), sem dados biográficos completos no livro e sem qualquer outra informação ao alcance da pesquisa, via texto editado. Filho de pais não revelados em sua biografia. Após os estudos primários em sua terra natal, deslocou-se para outros centros, onde também estudou.
Entrou para a vida militar, tornando-se Cel Prof R/1, do Exército Brasileiro. Em 1986, concluiu o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia(CAEPE). Professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Conselheiro do Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro.
Vice-Presidente do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, COFFITO e também Conselheiro Efetivo. Entrevistado pela REVISTA FISIO&TERAPIA.
Recebeu o Título de Cidadão Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, em 27.03.1989, pela Assembleia Legislativa do Rio.
CIDADÃO HONORÁRIO DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, titulo concedido pela Câmara Municipal do Rio, em 24.02.1992.
Recebeu a Medalha Pedro Ernesto, da Câmara Municipal do Rio, em 17.04.1995.
Na Academia Evangélica de Letras do Brasil é o 2º Ocupante da Cadeira 13, que tem como Patrono e 1º Ocupante Antonio Neves de Mesquita. Esta Cadeira 13 tem como 3º Ocupante Noélio Nascimento Duarte.
Era conhecido como Dr. João Carneiro. Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 11.10.2001.
Não é analisado na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA, de Afrânio Coutinho e J. Galante, edição do MEC, 1990, com revisão de Graça Coutinho e Rita Moutinho, em 2001.
Apesar de sua importância, não é estudado no DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO BRASILEIRO(2001, 5 volumes, 6.211 páginas), da Fundação Getúlio Vargas e nem é convenientemente referido, em nenhuma das enciclopédias nacionais, Delta, Barsa, Larousse, Mirador, Abril, Koogan/Houaiss, Larousse Cultural, etc.
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br
 

Patrono

Antônio Neves de Mesquita

1º ocupante da Cadeira 13

 

ANTONIO NEVES DE MESQUITA, natural de Porto, Portugal, 27.07.1888, escreveu, entre outros, HISTÓRIA DOS BATISTAS EM PERNAMBUCO(1932), HISTÓRIA DOS BATISTAS DO BRASIL(1940), PANORAMA DO MUNDO BIBLICO, POVOS E NAÇÕES DO MUNDO ANTIGO, MEMÓRIAS(1976), ESTUDOS NOS LIVROS DE GENESIS, EXODO E LEVITICO, A BIBLIA E AS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS, OS BATISTAS ATRAVÉS DOS SÉCULOS, ESTUDOS NOS LIVROS DE NÚMEROS E DEUTERONÔMIO, sem dados biográficos pessoais completos nos livros e sem quaisquer outras informações ao alcance da pesquisa, via textos publicados.
Filho de pais não revelados em sua biografia. Após os estudos primários em sua terra natal (Portugal), deslocou-se para outros centros, onde também estudou. Seus pais eram portugueses e por isso viveu algum tempo em Portugal.
No Brasil, viveu inicialmente, em Manaus e Belém. Na Capital Paraense, montou uma barbearia, junto com o irmão e contratou uma professora particular de Português, Inglês e Francês. Conheceu a Bíblia e foi batizado pelo Pr. Luis Reis, na Primeira Igreja Batista de Belém, em 1913, quando tinha cerca de 25 anos de idade.
Em 1915, foi para o Colégio Americano Batista Gilreath do Recife, onde se formou em Ciências e Letras, em 1917(segundo grau), ao lado de Gilberto Freyre, Tertuliano Cerqueira, Manoel Dias e Fernando Wanderley, conforme foto original de formatura, em poder do autor destas notas.
Como o Colégio e o Seminário eram juntos e já estava fazendo matérias teológicas, foi consagrado Pastor Batista, na Igreja Batista da Rua Imperial, em 05.05.1917, com 29 anos de idade. No fim de 1917, já estava com o curso de Bacharel em Teologia terminado. Em 1918, fez o Mestrado em Teologia. Casou-se com Waldemira Almeida de Mesquita, com quem teve 2(dois) filhos.
Em 1919, seguiu para os Estados Unidos, para o Seminário Batista de Fort Worth, no Texas, onde concluiu o curso de Doutor em Teologia. Em 1922, voltou dos Estados Unidos e reassumiu o Pastorado da Igreja Batista da Rua Imperial, no Recife.
Teve participação fundamental na primeira fase do movimento radical de 1923, porquanto foi ele que foi enviado à Junta de Richmond, nos Estados Unidos, para tentar um acordo com os radicais brasileiros, o que não deu muito efeito.
Permaneceu mais algum tempo como Professor do Seminário do Norte, no Recife. Mas nos anos seguintes, mudou-se para o Rio de Janeiro, tornando-se Professor do Colégio Batista Shepard e do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, bem como Pastor da Igreja Batista de Catumbi. Foi também Pastor da Igreja de Ipanema, no Rio de Janeiro. Professor do Seminário Teológico Batista Betel, do Colégio Paula Freitas, da Associação Cristã de Moços.
Logo depois, deixou a Igreja e o Seminário, para se tornar Secretário Executivo da Junta de Beneficência.
Em 1955, quando já estava com 67 anos de idade, juntamente com outros evangélicos, comprou o Banco de Operações Mercantis S.A, tornando-se seu Diretor-Presidente, no desejo de melhorar as condições da Junta de Beneficência. Mas como a maioria das ações não pertencia a evangélicos, o Banco pediu concordata e deu prejuízo a muitos evangélicos.
Na Academia Evangélica de Letras do Brasil é o 1º Ocupante da Cadeira 13 que tem como Patrono ele mesmo Antonio Neves de Mesquita. Esta Cadeira 13 tem como 2º Ocupante João Marinônio Aveiro Carneiro e como 3º Ocupante Noélio Nascimento Duarte.
Antonio Neves de Mesquita faleceu no Rio de Janeiro em 1979, com 91 anos de idade.
Muito bem analisado no livro HISTORIA DOS BATISTAS NO BRASIL(Juerp, 2001), de José dos Reis Pereira.
Apesar de sua importância, não é estudado na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA, de Afrânio Coutinho, edição do MEC, 1990, com revisão de Graça Coutinho e Rita Moutinho, em 2001, ou no “DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO BRASILEIRO”, da Fundação Getúlio Vargas, publicado em 2001, 5 volumes, 6.211 páginas e nem é convenientemente referido, em nenhuma das enciclopédias nacionais, Delta, Barsa, Larousse, Mirador, Abril, Koogan/Houaiss, Larousse Cultural, etc.
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br ou www.mariomartins.com.br

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Notícias da AELB

Recital de Música Sacra na Igreja da Candelária

14/09/2018 13:37
A Academia Evangélica de Letras do Brasil – AELB,   Vem convidar V.Exa. e sua digníssima...

Publicada a "Carta de Notícias" do mês

05/04/2018 19:16
Clique aqui e se informe.

Itens: 1 - 2 de 38

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>