Buscar
  • AELB

Independência ou morte!

Independência ou morte!”


Às margens do Ipiranga,

esse grito histórico me fez nascer.

Sou criança que caminha exultante,

com um desejo imenso de crescer.

Tenho tantos sonhos!...

E meu berço é tão gigante

que me enrosco nele com medo de me perder.

Tive infância em palácios dourados,

com brinquedos nem sempre alcançados;

mas aprendi a esperar pelos presentes.

Nas águas cristalinas de meus rios fui batizada;

e pelas espumas brancas de meus mares fui moldada.

Do meu solo vi brotar tesouros cintilantes

e das minhas raízes vi brotar gigantes.

O tempo passou!... Descobri que cresci!

O amor por essa Terra me ensinou a ser ligeira.

Percorri diferentes caminhos

e entre as matas fechadas quase me perdi.

Sabiás e cotovias embalaram meu sono

e desse ninho esplêndido jamais desisiti.

Hoje sou hino, sou brasão,

sou o grito de liberdade desse meu país!

Volto ao passado, contemplo o brilho da coroa,

e tenho a certeza de que não surgi em vão.

As insígnias em minha bandeira

confirmam que a luta por essa causa não foi à toa.

Por isso,

Sigo firme, desenhando minha história na amplidão...

para o mundo entender por que nasci.


Acad. Ruth Vianna (Cad. 39).

0 visualização
  • instagram-logo
  • YouTube Social  Icon
  • Spotify ícone social
  • SoundCloud ícone social
  • Twitter Social Icon

© 2019 por Wittenberg