• instagram-logo
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • Convocação AELB

© 2019 por Wittenberg

AELB

Academia Evangélica de

Letras do Brasil

Cadeira 01

Titular

Acad. Erlie Lenz César Filho

Quatro ocupante desta cadeira.

 

Biografia pendente.

3º ocupante

Acad. Túlio Barros Ferreira

Terceiro ocupante desta Cadeira.

 

        Túlio Barros Ferreira, natural de Urucuritiba, Amazonas, 11.10.1921, escreveu, entre outros, ALFALIT BRASIL, CEMEAR, DO EDEN À NOVA JERUSALEM.Filho de Manoel Moises Ferreira e Joaquina Barros Ferreira. Cursou o Colégio Rui Barbosa, o Colégio Dom Bosco e a Escola Agronômica de Manaus.
           Casou-se com a filha do Pastor Pr. Joviniano Rodrigues Lobato, Eunice Lobato Ferreira, na Igreja da Assembleia de Deus de Porto Velho, com quem teve os filhos Marcos, Ana Eunice, Paulo Roberto, Geremias, Moises, Samuel, Ana Lucia e Gesse. Entre 1951 e 1954, foi Pastor da Igreja da Assembleia de Deus em Rio Branco, no Acre. Foi funcionário do Ministério da Agricultura no Amazonas. Foi pastor no território federal do Guaporé, hoje Rondônia.
          Em 1960, com 39 anos de idade, seguiu para a Bolívia, em companhia do Pr. Alcebiades Vasconcelos que permaneceu por apenas sete meses. O Pastor Túlio Ferreira só retornou ao Brasil em 1965, depois de evangelizar Cochabamba, Sucre, Ururu, Santa Cruz de La Sierra e outras cidades.
          Com o passar do tempo, mudou-se para o Rio de Janeiro. Fez viagens pelos Estados Unidos, México, Portugal, França, Itália, Espanha, Inglaterra, Suíça, Bélgica, Dinamarca, Suécia, Moçambique, Angola, Quênia, Tunísia, Japão, Coreia do Sul, Hong-Kong, Gana, Índia, Tailândia, Israel, Egito, Grécia, Chipre, Peru, Colômbia, Equador, Paraguai, Argentina. Escreveu para as revistas A SEARA e MENSAGEIRO DA PAZ.
         Foi Vice-Presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, chamada de "A Convenção da Paz", de 21 a 28 de janeiro de 1973. Tornou-se Pastor da Igreja da Assembleia de Deus de São Cristóvão, no Rio de Janeiro.
         Fundou o projeto CEMEAR com a finalidade de ajudar as comunidades carentes do Rio. Inicialmente foram abrigadas 90 crianças de ambos os sexos, na faixa etária de 4 a 14 anos, sob a orientação legal do então MM. Juiz da Infância e da Adolescência, Dr. Libórni Siqueira, e sob a Direção de um Conselho Diretor, presidido pelo Pastor Túlio de Barros Ferreira.
          Recebeu o titulo de CIDADÃO CARIOCA. Foi membro do Sindicato dos Jornalistas e da Associação Brasileira de Imprensa. Foi um dos Diretores da CPAD (Casa Publicadora das Assembleias de Deus). Presidente do Conselho Administrativo da Casa Publicadora das Assembleias de Deus no Brasil. Diretor da União Médica Hospitalar do Estado do Rio de Janeiro e do Instituto Filantrópico Evangélico do Rio de Janeiro.
         Pastor TÚLIO BARROS FERREIRA foi Presidente da ONG chamada ALFALIT – BRASIL, que tinha como objetivo principal ALFABETIZAR ADULTOS no Rio de Janeiro. Foi Presidente da CONVENÇÃO NACIONAL DE MINISTROS EVANGÉLICOS PENTECOSTAIS(CONAMEP). Em 18 de maio de 1999, recebeu MOÇÃO DE APLAUSO da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.
          Na Academia Evangélica de Letras do Brasil é o 3º Ocupante da Cadeira 01 que tem como Patrono e 1º Ocupante Bolívar Ribeiro Pinto Bandeira. Esta Cadeira 01 tem como 2º Ocupante Mirtes Mathias.
          Faleceu o pastor Túlio Barros Ferreira no dia 10.03.2007, no Rio de Janeiro, com 86 anos de idade.

 

2º ocupante

Acad. Myrtes Mathias

Segundo ocupante desta Cadeira.

 

          Mirtes Matias Antonio, natural de Valença, Rio de Janeiro, 12.01.1933, escreveu, entre outros, POEMAS PARA MEU SENHOR (1967), HÁ UM DEUS EM TUA VIDA, COMPRA-ME UMA FLOR, “BOM DIA, AMOR”, VIM FICAR CONTIGO, “CANTA, MESMO QUANDO...”, MENINA SEM NOME (1972), ANTES QUE CAIAM AS ESTRELAS (Romance-1972).            Conforme alguns autores, Mirtes Mathias teria nascido em 08.02.1933.
         Em 1966, com 33 anos de idade, formou-se em Teologia.
         Escritora, Ensaísta, Pesquisadora. Poetisa, Professora, Intelectual. Pensadora, Ativista, Produtora Cultural. Literata, Cronista, Contista. Administradora, Educadora, Ficcionista. Conferencista, Oradora, Memorialista. Autora de literatura infantil, também foi teatróloga.

 

Patrono

Acad. Bolívar Ribeiro Pinto Bandeira

Primeiro ocupante desta Cadeira.

 

          Bolívar Ribeiro Pinto Bandeira, natural de Cajazeiras, Paraíba, 05.03.1907, escreveu, entre outros, PERTO DE JESUS, CAMINHANDO COM JESUS, LEDINHA, O PAPEL(tese), O ALGODÃO (tese), 100 CRÔNICAS CRISTÃS.
         Casou-se com Waldetrudes Pinto Bandeira, com quem teve 17 filhos. Formou-se Engenheiro Agrônomo e Teologia. Foi Funcionário Público Federal. Como Ministro Evangélico, foi pastor de diversas igrejas presbiterianas. Diretor de Teatro Evangélico. Membro da Sociedade de Homens de Letras do Brasil.
         Idealizador e fundador da Academia Evangélica de Letras do Brasil, no dia 23.10.1962. Sua instalação se deu no Palácio da Cultura, do Ministério da Educação e Cultura, no Rio de Janeiro, com a presença, entre outros, do Presidente da Academia Brasileira de Letras, Dr. Austregésilo de Athayde, além de representantes da Academia Carioca de Letras e da Academia Guanabarina de Letras.
         Quanto a Bolivar Bandeira, foi membro de diversas entidades sociais, culturais e de classe, entre as quais, Sociedade Amigos de Adalberto Torres, de Aracaju, Sergipe. Faleceu no dia 11.12.1985, no Rio de Janeiro, com 78 anos de idade.