• instagram-logo
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • Convocação AELB

© 2019 por Wittenberg

AELB

Academia Evangélica de

Letras do Brasil

Cadeira 20

Titular

Acad. Elaine Viana de Almeida Cruz

Quinta ocupante desta cadeira.

     Nascida em Osasco, São Paulo, é filha do também acadêmico correspondente e escritor Abraão de Almeida. Até os treze anos estudou no Colégio SESI em Osasco, quando se mudou para o Rio de Janeiro com sua família. Nasceu em um lar evangélico, e se batizou nas águas em 26 de Dezembro de 1976, na Assembléia de Deus em Osasco, São Paulo. No ano de 1980 formou-se pela APEC como professora evangelista de crianças, e sempre foi atuante na igreja, trabalhando com crianças, adolescentes jovens e mulheres. Fez cursos de Canto e de Música, e sempre atuou na igreja também na área musical, tocando violão e piano. 

     No ano de 1985 casou-se com o Oficial Superior da Marinha do Brasil, CMG Álvaro Barbosa da Cruz. Deste casamento nasceram Thiago de Almeida Cruz, casado, advogado, que atualmente reside e pastoreia em West Palm Beach, Florida, USA; e também Pamela de Almeida Cruz, casada, psicóloga, que reside em Boca Raton, nos EUA, onde faz Doutorado em Teologia e Mestrado em Psicologia.

     Fez Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (1986); Licenciatura em Psicologia pela Universidade Federal Fluminense (1987); e Psicologia Plena pela Universidade Federal Fluminense (1987), com especialização em Psicomotrocidade, Psicologia Escolar, Psicologia Clínica e Psicologia da Família. Possui Mestrado em Educação pela Universidade Federal Fluminense (1991) e Mestrado em Teologia pelo Bethel Bible College nos Estados Unidos.

     Atua como Psicóloga Clínica, e já trabalhou em diversas instituições, públicas e privadas, implantando creches e formando professores para a pré-escola. 

     É professora universitária e tem diversos trabalhos publicados em anais de congressos de Psicologia e de Educação, tanto no Brasil quanto no exterior.

     Hoje exerce o pastorado com seu esposo do Ministério Fronteira, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, que conta com igrejas nos Estados Unidos e na Europa. Permanece pregando e ensinando em vários congressos no Brasil e no mundo, sendo atuante como Conferencista Internacional e em diversas denominações evangélicas.

É colunista e articulista em diversas publicarões evangélicas:

  • Comentarista da Biblia da Mulher editada pela Mundo Cristão.

  • Comentarista de Revistas de EBD da Casa Publicadora das Assembleias de Deus.

  • Articulista da revista Obreiro.

  • Articulista da Revista Ensinador Cristão.

  • Articulista do Jornal Mensageiro da Paz.

  • Colunista do Site Mulher Cristã.

  • Colunista do Site Pleno News.

Publicou os seguintes livros: 

  • Pais e Filhos: Uma Relação Co-Construída;

  • Crescendo em Família;

  • A Difícil Arte De Criar Filhos;

  • Ser Jovem: Os Limites Da Idade Do Desafio;

  • Namoro É Mais, Sexo É Menos;

  • Sócios, Amigos E Amados;

  • Amor e Disciplina Para Criar Filhos Felizes;

  • Equilíbrio Emocional - Personalidade Transformada Pelo Fruto Do Espírito.

4º ocupante

Acad. Samuel Henriques da Matta

Quarto ocupante desta Cadeira.

 

         SAMUEL HENRIQUES DA MATTA, natural de Carangola, Minas Gerais, 14.05.1928, escreveu, entre outros, QUERUBINS DO LOUVOR E DA ADORAÇÃO.
Formou-se em Teologia. Fundador da Igreja Metodista Ortodoxa, no Bairro do Engenho, no Rio de Janeiro. Formou-se também em Ortodontia e Ortopedia Facial. Presidente da Igreja Metodista Ortodoxa em Madureira, no Rio. Em 27.06.1996, recebeu a MEDALHA PEDRO ERNESTO, da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Em 18.05.1999, recebeu da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, MOÇÃO DE APLAUSOS, pelo seu trabalho como Ministro Evangélico. Presidente da Irmandade Metodista Ortodoxa.

3º ocupante

Acad. José Pereira Lins

Terceiro ocupante desta Cadeira.

 

        JOSÉ PEREIRA LINS, natural de São José de Piranhas, Paraíba, 05.02.1921, escreveu, entre outros, AÇÃO SOCIAL DA JUVENTUDE BATISTA NO MUNDO CONTEMPORANEO. Filho de Manoel Pereira de Oliveira e Rosa Lins de Oliveira. Cursou o Colégio Estadual Campograndense. Frequentou o Colégio Estadual do Paraná.
Formou-se pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da Universidade Federal do Paraná. Fez cursos de aperfeiçoamento em Literatura Comparada, Filologia Portuguesa e também em Literatura e Língua Italiana. Casou-se com Isabel Figueiredo Lins, com quem tem os filhos Antonio Emanuel, Rosa Maria, Elisabete Regina, Isabel Cristina e Carlos Henrique Figueiredo Lins. Foi professor e secretário geral do Colégio Osvaldo Cruz, em Campo Grande. Lecionou no Colégio Estadual Campograndense e no Colégio Barão do Rio Branco. Foi Professor do Colégio Presidente Vargas, em Dourados.
Foi Redator do jornal O BATISTA PARANAENSE e também do jornal O BATISTA MATOGROSSENSE. Antigo Coordenador Pedagógico do CADES, em Mato Grosso. Professor registrado na DESEC, do MEC, em Português.
Foi Presidente do Rotary Clube de Dourados. Diretor-Proprietario do Centro Educacional Osvaldo Cruz, incluindo o Colégio Osvaldo Cruz, o Colégio Comercial Santos Dumont, a Escola Normal Olavo Bilac e a Escola Primaria Princesa Isabel. Conferencista evangélico. Fundador e Presidente da Associação Campograndense de Professores.

2º ocupante

Acad. Giória Júnior

Segundo ocupante desta Cadeira.

 

          GIÓIA JÚNIOR (RAFAEL GIÓIA MARTINS JÚNIOR), natural de Campinas, São Paulo, 09.08.1931, escreveu, entre outros, “CÂNTICO NOVO”, “MENINO POBRE”, “APARECEM AS FLORES NA TERRA”, “ESTÁTUAS DE SAL”, “CANTO MAIOR” e “BEM-ME-QUER.” Filho de Rafael Gióia Martins e de Elza Lazarina Gióia Martins.
Depois dos estudos no Colégio Batista Brasileiro e no Colégio Roosevelt, formou-se pela Faculdade de Direito do Vale do Paraíba.
Poeta, Jornalista, Radialista, Advogado, Político e Professor universitário. Foi Presidente do Sindicato dos Profissionais do Rádio e da Associação dos Radialistas do Estado de São Paulo. Foi Vereador em São Paulo(1964), com 33 anos de idade.
Como Deputado Estadual(1966-MDB), foi Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, tendo sido reeleito em 1970. Em 1975 foi eleito Deputado Federal por São Paulo(ARENA). Em 1978, foi reeleito. Em 1982 foi mais uma vez reeleito(PDS).
No pleito de novembro de 1986, quando tinha 55 anos, não conseguiu ser eleito Deputado Federal Constituinte(PDS), deixando Brasília e retornando a São Paulo.
Foi membro da Igreja Batista de Vila Mariana, sob a responsabilidade do Pastor batista Dr. Rubens Lopes. Foi conferencista naquela e em outras Igrejas, além de ter sido, em certa ocasião, Orador Oficial da Convenção Batista Brasileira.
Exerceu os cargos eletivos de Vereador, Deputado Estadual e Federal, que lhe foram conferidos por eleitores das mais diferentes comunidades evangélicas.
Pertenceu também à Maçonaria, tendo sido membro da Academia Maçônica de Letras do Brasil. Foi membro da Academia Paulista de Jornalismo, da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Presidiu o Conselho da União Brasileira de Escritores.
Foi casado com Dinorá Fernandes Gióia Martins, com quem teve dois filhos.
O Escritor Mário Ribeiro Martins, no livro “ESCRITORES DE GOIÁS”, no capítulo “POETAS DO EVANGELISMO BRASILEIRO” faz referência ao trabalho de Gióia Júnior, afirmando: “A poesia de Gióia Júnior é expressivamente humana, o que se observa em um dos seus versos: Menino pobre do meu bairro, grita,/ para que escutem tua voz tremente,/ amargurada, enfraquecida e aflita./ Pelos irmãos que dantes não gritaram,/ clama nas ruas angustiosamente,/ exige o pão que os homens te roubaram.”
Gióia Júnior, com seus versos cheios de emoção e mesclados de humanidade, simplicidade e saudade, fez sucesso na Televisão e no Rádio, quando declamava suas poesias, entre as quais, “ORAÇÃO DA MAÇANETA”, “FICA, SENHOR, COMIGO!” e a “GANGORRA”. Gióia Júnior foi saudado por Mário Barreto França e ao lado de Jônatas Braga formou a tríade dos maiores poetas evangélicos do Brasil. Durante algum tempo, apresentou pela Rádio Bandeirantes, o programa “CHEGA DE PROSA”, com Gióia Júnior, onde falava sobre assuntos variados e declamava seus versos escritos com sensibilidade e emoção. Terminava o programa com a expressão, que o caracterizou: “E CHEGA DE PROSA”.

Patrono

Acad. José Henriques da Matta

Primeiro ocupante desta Cadeira.

 

          JOSÉ HENRIQUES DA MATTA, natural de Minas Gerais, 08.12.1890, escreveu, entre outros, MARIA CRISTOVÃO (Romance), ESTUDO DO GREGO E DO HEBRAICO, TODOS OS DIAS DA SEMANA ERAM SABADOS, A QUESTÃO DO BATISMO, CARLOTA DE BORBOM, O DIA DA MORTE DE CRISTO, AS DUAS BESTAS DO APOCALIPSE, O DIA DO JUIZO, O EGITO EM QUADRAS.
Bacharel em Ciências e Letras. Formou-se em Teologia pelo Seminário Metodista do Brasil. Diplomou-se em Letras Anglo-Germanicas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, da Universidade do Rio de Janeiro. Professor registrado no Departamento de Educação do MEC(Ministério da Educação e Cultura). Casou-se com Adelina Nery da Matta, com quem teve 11(onze) filhos.
Foi Pastor de muitas paróquias Metodistas. Em 1935, com 45 anos de idade, fundou a Irmandade Metodista Ortodoxa do Brasil. Foi Professor de Grego e Hebraico do Seminário Teológico Betel, no Rio de Janeiro. Fundador e Presidente da Faculdade Evangélica de Teologia Seminário Unido.