• instagram-logo
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • Convocação AELB

© 2019 por Wittenberg

AELB

Academia Evangélica de

Letras do Brasil

Cadeira 21

Titular

Acad. Eduardo Mayr

Terceiro ocupante desta cadeira.

 

          EDUARDO MAYR, natural do Rio de Janeiro, RJ , 30.04.1938, converteu-se ao protestantismo em 23 de setembro de 56, com 18 anos de idade.

     Conversão em 23 de setembro de 1956, Presbítero na IPB. Escreve regularmente artigos religiosos, inclusive publicados no Boletim da AELB.
     Em 1962, com 24 anos de idade, formou-se Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais (Direito), na antiga UEG, hoje Universidade Estadual do Rio de Janeiro, UERJ. Em 1964, terminou o Doutorado.      Realizou estudos de pesquisa e extensão na Universidade de Mainz, Alemanha. Em 1972, com 34 anos de idade, mediante concurso público de provas e títulos, tornou-se Juiz de Direito, vinculando-se à Magistratura do antigo Estado da Guanabara. Com o passar do tempo, foi promovido a Desembargador, tendo sido Presidente da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de janeiro.      Aposentou-se por implemento de idade em 2008.Professor universitário. Conferencista respeitado, é também vinculado ao Rotary Internacional e várias outras instituições, sociedade e associações de classe, profissionais e religiosas.
     Casou-se com Elisabet Mayr, tem cinco filhos, todos maiores - Eduardo, Naira Camila, Carlos Eduardo, Maurício Eduardo e Mayara, tendo presentemente sete netos.
     É gideão, matricula 0010404 nos Gideões Internacionais.

     Desde 2008, exerce a advocacia em todas as áreas, notadamente a criminal, em seu escritório próprio - Eduardo Mayr Advogados Associados - em sociedade com seus filhos Maurício Eduardo e Carlos Eduardo. Professor, conferencista e examinador/orientador de monografias de especialização/mestrado na Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ.

     Anualmente, publica um livro de ensaios e crônicas espirituais por ocasião do Natal: 2006, "Janelas da Alma"; 2007, "Estação Natal"; 2008, "Radioso Natal"; 2009, "Pérolas"; 2010, "Ouro, Incenso e Mirra": 2011, "Arca de Noel"; 2012, "Lembranças"; 2013, "Gotas"; 2014, "Aquarelas"; 2015, "Chuviscos"; 2016, "Cintilâncias"; 2017, "Iluminuras"; 2018, "Retalhos"; Ao completar 80 anos, escreveu "80 Anos, idade gloriosa". Para o Rotary, escreveu "Rotary em Sol Maior", 2017. Publica com regularidade artigos nos Boletins da AELB, do Rotary e em revistas especializadas em direito.

2º ocupante

Acad. Edésio Chequer

Segundo ocupante desta Cadeira.

 

        EDÉSIO DE OLIVEIRA CHEQUER, natural de Santa Rita do Passa Quatro, São Paulo, 1933, escreveu, entre outros, “A ESCOLA DOMINICAL - ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO”, “SINAIS PROFÉTICOS DA SEGUNDA VINDA DE JESUS”, “NOSSA IGREJA - SUA FÉ E SUA HISTÓRIA”, “A IGREJA E O DESAFIO MISSIONÁRIO” “NAS PEGADAS DE UM GIGANTE” (Biografia do Reverendo Isaias de Souza Maciel).
      Curso de Bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Recife, Capital de Penambuco, na Rua Demócrito de Souza Filho. Em 1963, com 30 anos de idade, foi ordenado ao Sagrado Ministério da Palavra, pelo Presbitério de Itabuna, na cidade de Canavieiras, Bahia.
     A partir de então ocupou cargos e exerceu funções na Igreja Presbiteriana do Brasil, entre os quais, o de Secretário Geral da Mocidade Presbiteriana do Brasil, Presidente da Junta de Educação Religiosa, Presidente de Presbíteros, Presidente de Sínodos e Presidente do Supremo Concílio em duas legislaturas, período em que a Igreja Presbiteriana do Brasil experimentou sua fase de maior crescimento, em toda sua história até então.
     Título de Cidadão do Estado do Rio de Janeiro ao Rev. EDÉSIO DE OLIVEIRA CHEQUER,      Coordenador da OMEB - Ordem dos Ministros Evangélicos no Brasil e Chanceler da AELB - Academia Evangélica de Letras do Brasil. Plenário Barbosa Lima Sobrinho, 01 de Agosto de 2002.
     É casado com a professora Aldira Vilela Chequer e tem três filhos: Gleise Lorena - enfermeira padrão, Edésio Júnior - acadêmico de Direito e Neander Chequer - engenheiro orgânico, e os seis netos Márcio, José Neto, Talita, Diego, Guilherme e Lucas.
     Representou a Igreja Presbiteriana do Brasil em diversos Congressos Internacionais: América Latina, Alemanha, Kênia e Coreia do Sul (onde selou o convênio entre a Universidade Mackenzie e a Myong Ji University), entre outros.
     Atuou como professor de Língua Portuguesa e História Geral em Pernambuco, foi Vice-Diretor e professor de Português e História Geral do Colégio Batista Conquistense na Bahia.
     Foi professor em Seminários Presbiterianos em Recife e em Campinas - SP, além de ser Chanceler da Universidade Mackenzie. Em seu mandato implementou-se a Pós-Graduação no Instituto e sua expansão, a partir de Brasília e o curso de equiparação do curso teológico.
     Atualmente, é pastor da Igreja Presbiteriana do Parque S. Elias, em Mesquita, Rio de Janeiro. Pregador e evangelista apreciado em todo o mundo, o Reverendo Chequer desenvolve um belo trabalho de orientação à juventude, no fortalecimento das famílias e na transformação espiritual, social, intelectual e econômica do povo fluminense e carioca.
     Atua como Coordenador Geral da Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil (OMEB).

Patrono

Acad. Zaqueu Ribeiro

Primeiro ocupante desta Cadeira.

 

          ZAQUEU RIBEIRO, natural de Iguape, entre Cananeia e Peruíbe, São Paulo, 31.01.1924, escreveu, entre outros, ARTIGOS DE EDIFICAÇÃO ESPIRITUAL.
Filho de Evaristo Alfredo Ribeiro e de Pedrina da Cunha Ribeiro. 
Fez seus estudos elementares no Grupo Escolar Vaz Caminha, em Iguape. Posteriormente, freqüentou o Colégio Evangélico do Alto Jequitibá, em Minas Gerais e concluiu os cursos Ginasial e Clássico no Instituto Gammon, em Lavras, também em Minas Gerais.
Em fins de l945, retorna a Iguape e apresenta-se ao Conselho da Igreja como aspirante ao Sagrado Ministério da Palavra de Deus. Em l946, foi encaminhado ao Seminário Presbiteriano do Sul, em Campinas, São Paulo. Bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul, em Campinas, São Paulo.
Pastoreou as Igrejas de Juquiá, Cedro, Biguá, Morrinhos e a Congregação de Palmital.
Em 29.01.1953, na Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro, casou-se com Vera de Almeida Ribeiro, com quem teve 5(cinco) filhos. Bacharelou-se em Direito. Professor de Teologia Pastoral e Teologia Sistemática. Tornou-se Ministro Evangélico Presbiteriano.
Foi Pastor das Igrejas Presbiterianas de Juquiá, Cedro, Biguá e Morrinhos, no Estado de São Paulo. Foi Pastor da Igreja Presbiteriana da Tijuca, da Igreja Presbiteriana de Copacabana, da Igreja Presbiteriana do Caju, no Rio de Janeiro.
No exercício da liderança da Junta Missionária da Igreja do Rio de Janeiro, organizou as Igrejas de Duque de Caxias, Jacarepaguá, Marechal Hermes, Brás de Pina e Tijuca. Em todo o seu ministério o Rev. Zaqueu integrou apenas dois presbitérios: o de Sorocaba (PSRC) e do Rio de Janeiro (PRJN).
Em l968, o Conselho convocou a Assembleia da Igreja Presbiteriana da Tijuca, para eleger o seu primeiro pastor, o que aconteceu em 6.10.1968. Uma Comissão do Presbitério do Rio de Janeiro empossou e instalou o Rev. Zaqueu Ribeiro como Pastor exclusivo. Foi diretor-secretário e diretor-redator do jornal “o Puritano”.
Faleceu no Rio de Janeiro, em 15.01.2002, com 78 anos de idade.